À semelhança dos tradicionais discos SSD, os discos NVMe (Non-Volatile Memory Express) apoiam-se em células de memória Flash NAND para armazenar dados. Graças à sua ligação PCI Express, previamente utilizada apenas por outros periféricos, como as placas gráficas, os discos NVMe deixam de ser “estrangulados” pelas ligações SATA.

Rapidez:
A ligação PCI Express 8x permite maximizar as performances, tanto em velocidade de leitura/escrita (IOPS) como em largura de banda.

Regularidade:
A regularidade dos IOPS é crítica. Contrariamente aos discos NVMe do grande público, os discos NVMe Intel integrados nos nossos servidores são do tipo “Datacenter“. Eles garantem assim uma estabilidade e regularidade de performances.

Segurança:
Os discos NVMe Intel Datacenter dispõem de mecanismos de proteção que asseguram a integridade dos dados do inicio ao fim.

Performance:
Enquanto que uma ligação SATA III oferece um débito máximo de 750MB/s, a ligação PCI Express permite atingir 985MB/s. Os discos NVMe utilizam 8 linhas PCI Express para as comunicações, obtendo um débito máximo de 2.8GB/s (para um disco Intel DC P3700).

Latência:
A utilização de PCI Express permite ganhos importantes de velocidade de escrita e no número de operações por segundo (IOPS). Por exemplo, um disco Intel DC 3700 oferece, por exemplo, até 460 000 IOPS em leitura. A latência é à volta dos 20 us, comparado com os 5ms de um disco SSD tradicional.

Utilizações em Website:
Os ganhos de leitura/escrita reduzem o tempo de resposta dos websites que dependem do acesso ao disco.

Utilizações em Bases de dados:
A implementação de um sistema de cache em discos NVMe num servidor que aloja uma base de dados crítica pode permitir a otimização dos seus acessos.

Utilizações em WordPress:
Plataformas WodPress, que por norma são muito exigentes em tempos de resposta (publicidade online, apresentação em tempo real, etc), beneficiam e muito com a utilização de discos NVMe.



Sunday, May 19, 2019





« Voltar